Para Ouvir em Casa: Born To Die – Lana Del Rey

Lana Del Rey - Born To Die

Lana Del Rey – Born To Die

Pelo que parece, o ano de 2012 começou muito bem para o mundo da música. Para alguns sim, para outros, nem tanto. Uma “nova” cantora surgiu no cenário e está dando muito o que falar. Seu real nome é  Elizabeth Grant, mas já é reconhecida mundialmente agora como Lana Del Rey.

Um pouco sobre Elizabeth/Lizzy/Lana

Elizabeth como Lizzy Grant, antes de se tornar Lana Del Rey

Elizabeth como Lizzy Grant, antes de se tornar Lana Del Rey

Elizabeth Grant começou sua carreira já há um tempo, precisamente em 2010, com o nome artístico Lizzy Grant e lançou um EP, batizado como “Kill Kill”, pela gravadora independente 5 Points Records. Por detrás deste período, muita coisa aconteceu: o material tinha sido gravado em 2008 e com a falta de compromisso por parte da gravadora o material foi lançado dois anos depois. Diante disto, Elizabeth contratou advogados para deter os direitos autorais das músicas e sair da gravadora. Possivelmente com isto, a gravadora colocou o material em formato digital para vendas pelo Itunes e retirou assim que o processo ficou à favor de Elizabeth. O real motivo de retirar o material, além de todo o stress gerado durante este período, é que Elizabeth não queria associar o nome de Lizzy Grant à sua carreira, pois o nome Lana Del Rey soava melhor para os seus ouvidos.

Após ser rejeitada por muitas gravadoras (por não soar algo parecido com o que aparentemente faz sucesso), em 2011 Elizabeth assinou um outro contrato com a gravadora Stranger Records para lançar o single “Video Games”. Para divulgar o single, um vídeo foi criado com diversos trechos de vídeos aleatórios com uma performance simples e envolvente de Lana e foi postado em seu canal no Youtube. Com isto, Lana começou a ficar famosa com a excelente repercursão do vídeo entre os usuários da WEB. Diante isto, um novo contrato foi firmado com a renomada gravadora Interscope Records e finalmente Elizabeth, agora Lana Del Rey, pôde dar continuidade em sua trajetória rumo ao sucesso.


Então nasce “Born To Die”

Mesmo com o “lançamento precoce” de “Video Games” em 2011, Lana começou a gravar e finalizar o seu álbum Born To Die. Para se manter na mídia, Lana lançou o single nomeado “Born To Die”, revelando seu estilo musical ainda mais. A música entoa um som único, totalmente diferente de tudo que é tocado nas rádios. É uma música carregada de violinos, de melancolia e de versos fortes. Para dar uma identidade melhor à música, o videoclipe absorve toda uma atmosfera melancólica que a música representa. Com as filmagens, o vídeo cria uma identidade perfeita para a música, reversando entre uma Lana clássica e uma Lana comum, vivendo um amor único e perigoso.

Lana Del Rey divide opinões tanto em suas apresentações quanto ao seu CD Born To Die

Lana Del Rey divide opinões tanto em suas apresentações quanto ao seu CD Born To Die

No final de janeiro de 2012 o CD Born To Die foi lançado. Lana Del Rey já vinha trabalhando em uma extensa jornada de divulgação do seu trabalho, com pequenos shows, entrevistas diversas e aparições na TV americana. Sua performance no programa “Saturday Night Live” foi a apresentação que dividiu opiniões. Para muitos, Lana se apresentou nervosa e sem presença de palco. Para outros, Lana se apresentou bem até demais, ainda mais em um programa que se mantém nos tops de audiência nos EUA.  Mas para a Lana, a única interessada sobre o assunto, a apresentação foi boa. Pode ser que as críticas negativas tenham abalado um pouco suas expectativas, mas ela parece não se importar com isto.

O CD Born To Die, assim como a apresentação no “Saturday Night Live”, dividiu opiniões. Para alguns, Lana aparenta ser estranha, tentando mesclar, de forma errada, um estilo musical clássico com batidas de hip hop. Para outros, Born To Die é um ótimo álbum, revelando uma cantora de uma excelente voz que sabe trabalhar seus estilos e influências, tornando o material em algo único e sensato. Mesmo com tudo isto, o CD estreou em primeiro lugar nas paradas britâncias (chegando a superar Paul McCartney) e em segundo lugar nas paradas americanas, além de ter debutado em primeiro lugar mundial na parada “UWC”, que contabiliza as vendas mundiais de cds. Isto é ótimo, quase que surreal para uma artista aparentemente iniciante. A aceitação do público relamente é mais importante do que todos os obstáculos criados pela mídia.

O CD aparenta ser algo como uma obra prima para uma trilha sonora de um filme dramático. Com letras pessoais e diversas influências, tanto musicalmente quanto o mundo cinematográfico, Lana leva o ouvinte para uma atmosfera diferente, regada de uma orquestra de violinos, piano e de batidas familiares, criando um som diferenciado, intenso e envolvente, como nas músicas “Blue Jeans”, “Born To Die”, “Dark Paradise”, “Lolita” e “Lucky Ones”. Já nas músicas “Diet Mtn Dew”, “National Anthem” e “This Is What Makes Us Girls”, Lana revela suas ótimas influências do hip hop, deste batidas até mesmo nas rimas. Para dar uma sensação de melancolia, Lana se revela em “Million Dollar Man”, “Summertime Sadness”, e a já conhecida “Video Games”.

E o que esperar de Lana?

Mesmo com tanta repercursão, Lana Del Rey mantém os pés no chão

Mesmo com tanta repercursão, Lana Del Rey mantém os pés no chão

Mesmo com todo o reconhecimento merecido, ótimas vendas de CDs, aparições em diversos eventos, estampar capas de grandes revistas especializadas em música e até mesmo o prêmio de Revelação Internacional no Brit Awards 2012, Lana demonstra ter mais os pés no chão. Já revelou que vai sair em turnê em breve, mas alertou ao mesmo tempo para que as pessoas não esperem muito de seus shows. Um futuro CD ainda não está em seus planos, chegando a declarar que é possível que não tenha um novo trabalho, pois ainda não tem inspiração o suficiente para produzir algo por agora.

Enquanto isto, milhares de fãs estão se formando pelo mundo afora, proporcionando milhões de visualizações de seus vídeos no Youtube. Lana está vivendo este momento, cultivando de forma correta seus fãs, se estabilizando, sem aparentar algo como “a estrela da vez”. Com tudo o que passou desde 2008, ela demonstra um amadurecimento fora do comum, sem deslumbramentos que a fama costuma proporcionar em artistas iniciantes.

Assim como o seu CD Born To Die, Lana é intensa, é verdadeira, é diferente de tudo o que as pessoas estão acostumadas a ver e ouvir. Que seja eterna!

Para saber mais sobre Lana Del Rey, acesse: http://lanadelreybr.com/ e http://www.lanadelreyweb.com/

Anúncios

2 comentários em “Para Ouvir em Casa: Born To Die – Lana Del Rey

  1. mirlene silva disse:

    Lana Del Rey este é o nome da proxima cantora que levara muitos Grammys na proxima edição!

    • Magno Martins disse:

      Olá Mirlene!

      Eu realmente concordo com você. Acredito que Lana Del Rey vai ser a Artista do Ano em 2012.

      Grande Abraço, volte sempre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s